Volkswagen Pão de Forma – A contracultura dos anos 60

A Volkswagen Kombi ou "Pão de Forma" estará para sempre associada à contracultura dos anos 60, nomeadamente ao movimento hippie


Volkswagen Pão de Forma – A contracultura dos anos 60

É impossível fugir aos lugares-comuns – a Pão de Forma estará para sempre associada à contracultura dos anos 60, nomeadamente ao movimento hippie e à música de Beatles, Doors, Bob Dylan, Mommas and Poppas, Grateful Dead, entre outros.

No resto do Mundo a Type 2 era apenas um meio de transporte familiar ou comercial, bom e barato. Mas nos EUA, génese de cultura e mudança, a Pão de Forma era em si mesma contracultura, uma simpática antítese face aos grandes Sedans V8 tipicamente americanos.

Para os jovens revoltados dos anos 60, que se juntavam em concertos de rock e manifestações anti-Vietnam, a Type 2 servia perfeitamente de casa e transporte. Além de acessível, fiável e espaçosa era a antítese perfeita da cultura automóvel americana da época. E, ironicamente, tornou-se um ícone americano. Em Hollywood, na capa dos álbuns, nas praias da Califórnia, a Type 2 marcava presença em todo o lado!

A Volkswagen foi modernizando o seu produto. O motor deixou de ser atrás, a refrigeração já “bebia” água mas o modelo original da “Bay Window” continuou em produção no Brasil até 2013! O que reflecte bem o sucesso inolvidável do conceito.

Esta Type 2 de segunda geração, aka “Bay Window” (pára-brisas sem corte), é nacional e senhora de um simpático restauro que respeita as características da época, com interior espartano, mas espaçoso, ideal para um passeio pela costa alentejana.

O motor 1.6 boxer refrigerado a ar foi completamente reconstruído e não envergonha esta Pão de Forma no meio do trânsito. Os 50cv podem parecer curtos, mas não é preciso muito esforço para acompanhar o tráfego moderno!

Texto e Fotografia: Gonçalo Bispo

×