Notícias

Últimas Notícias da Indústria

A história do nome Lamborghini e dos modelos

Origem do simbolo e nome dos modelos Lamborghini

Lamborghini Aventador

Como acontece com várias marcas Italianas, a designação “Lamborghini” tem um certo “Je ne sais quoi”, algo de exótico e exitante especialmente com a entoação original Italiana. O nome Lamborghini vem especificamente do sobrenome do seu fundador, Ferruccio Elio Arturo Lamborghini.

Mas de onde vem o simbolo da marca e os nomes dos seus icónicos modelos desportivos?

A tradição do simbolo do touro, “Taurus”, reverte ao signo zodiacal de Ferruccio, e ao enorme fascinio que ele tinha por touros de lide, especialmente os da ganadaria Sevilhana de Don Eduardo Miura.

Esse fascínio levou-o a baptizar muitos dos seu modelos desportivos com nomes de touros de lide famosos.

O primeiro carro a ter essa honra foi o icónico Miura, (produzido entre 1966-1972), o nome reverte a Don Eduardo Miura e à sua exepcional linhagem de touros bravos com o mesmo nome. Don Eduardo quando ouviu falar que uma marca Italiana de automóveis estava a utilizar o seu nome não ficou satisfeito, para resolver a situação Ferruccio foi visitá-lo em 1968, levando consigo o Lamborghini Miura e o Islero, acabado de lançar.

O Islero, (produzido entre 1968-1969), foi o segundo Lamborghini a receber uma designação taurina. Foi baptizado como Islero que foi um magnífico exemplar da linhagem de Don Eduardo Miura que viveu na primeira metade do século XX, e tinha como característica golpear quase sempre com seu chifre direito. Em 28 de agosto de 1947 na, “plaza de toros” de Linares na Andaluzia, enfrentou o famoso toureiro Manolete, cravando o seu chifre direito na virilha do “matador”,perfurando a artéria femural e provocando a sua morte.

O Lamborghini Espada, (produzido entre 1968-1978), é uma alusão às espadas dos matadores e é também um sinónimo de Toureiro em Espanha.

O Lambo Jarama, (produzido entre 1970-1976), tem o nome da famosa região Espanhola com grande tradição taurina.

O Lamborghini Urraco, (produzido entre 1973-1979), foi baptizado com o nome de uma das mais nobres raças de touros bravos.

O Lamborghini Jalpa, (produzido entre 1981-1988), tal como o Urraco, recebeu o nome de uma nobre raça de touros de faena.

O icónico Diablo, (produzido entre 1990-2001) recebeu o nome de um dos mais diabólicos touros a pisar uma arena e enfrentou o famoso matador José Lara Jiménez “Chicorro” em 1869.

O Murciélago, (produzido entre 2001-2010), recebeu o nome do touro que se tornou lendário pela sua agressividade e resiliência. Bateu-se com tal vigor que depois de receber 24 estocadas da espada do toureiro, continuava firme. A multidão em extase com tal performance pediu para a sua vida ser poupada, como recompensa pela sua faena épica Murciélago viveu o resto dos seus dias em paz e sossego na Herdade de Don Eduardo.

O Gallardo, (produzido entre 2003-2013) tem o nome de mais uma das castas nobres de touros bravos Espanhois.

O Lambo Reventón, (produzido entre 2008-2010) tem a designação do touro que enfrentou e matou o toureiro Félix Guzman em 1943.

O desconcertante Aventador, (Produzido entre 2011-presente), foi baptizado em honra do “monstro” de 507 kg que enfrentou Emilio Muñoz, o toureiro por quem a Madonna se interessa no video da musica, “Take a Bow”.O  Aventador acabou por ser morto, mas por seu desempenho na arena, valeu-lhe o prêmio de touro mais bravo na Feria del Pilar de Zaragoza em 1993.

O moderno Huracan, (Produzido entre 2014-presente), tem também o nome de um touro que realizou uma faena memorável em 1879.

Nem todos irão concordar com as referências tauromaquicas em que Ferruccio baseou a alma da Marca Lamborghini, mas na minha opinião, goste ou não se goste de touradas, Ferruccio queria enaltecer as qualidades do nobre animal e nota-se o grande respeito e admiração que tinha pela raça taurina.

Qualquer aficionado da Lamborghini poderá identificar qualidades destes touros lendários nos carros homónimos.

Texto por: Pedro Salgueiro

Voltar ao inicio